Patrícia França Fã Clube

quarta-feira, 31 de março de 2010

terça-feira, 30 de março de 2010

A atriz Patrícia França foi outra celebridade que conferiu de perto a performance de Zezé Polessa
















Fonte:gatosgatinhas.blog.dada.net

Quem faz a diferença - Patrícia França





O que faz para salvar o planeta:
“Sempre fui ligada a questões ambientais e sou filiada ao Greenpeace há sete anos. Fiquei ainda mais envolvida quando minha filha, Fernanda (de 7 anos), começou a aprender ecolo gia na escola, a perguntar o que era camada de ozônio. Então me propus a aplicar os conceitos de preservação no dia-a-dia da nossa casa: separamos todo o material reciclável, inclusive papel, e não desperdiçamos água no banho. Fernanda até sai pelo condomínio tirando lixo da rua!
Fonte: revistaquem.globo.com

quarta-feira, 17 de março de 2010

Patricia França conta história dramáticas de assaltos

Patrícia França
Carro levado e trauma




"Fui assaltada . Estava dentro do meu carro esperando uma amiga, em Botafogo, na zona sul do Rio, quando fui abordada por dois pivetes. Eles ordenaram que eu saísse do carro e pareciam estar com arma por debaixo da camisa. Fiz o que pediram. Horas depois, achei meu carro e eles foram presos. Depois disso, me sinto insegura de andar na rua, mesmo no calçadão da praia, a qualquer hora do dia. Também praticamente aboli saídas à noite."
Fonte:Terra.com.br

Patrícia França

Veja que achei na net

BATE-PAPO COM Patrícia França - UOL

BATE-PAPO COM Patrícia França - 18/08/2006



















********************************************************************************
(05:05:10) LUIS PAULO: OI TUDO BEM PATRICIA ?


(05:05:10) vandame: oi tudo bem


(05:05:19) LUIS PAULO: Patricia mi fala como vc se sentil fazendo a policial tam eficiente diana alba


(05:05:36) Patricia França: Oi gente, que bom estar aqui com vocês. Estou muito feliz de estar aqui falando um pouco da minha vida e do meu espetáculo, que está em cartaz no Teatro Augusta de sexta a domingo.


(05:06:29) ale: como esta seu novo espetaculo


(05:07:02) MINEIRO: Quem está com vc nesse novo espetaculo?


(05:07:57) Patricia França: Luis, foi muito gratificante. Porque o que o ator gosta de fazer é bons personagens, com conflitos, história e passado, e personagens multi-facetados como era a Diana, que era determinada, de ação e ao mesmo tinha seu lado maternal, mulher. Eu tive a oportunidade de fazer essa personagem, que foi bem escrita, com muito carinho. E na novela você não é dono do seu papel, porque é uma história aberta, você está nas mãos do autor e do público, ela teve principio, meio e fim e eu adorei.


(05:08:35) juca: como é sair de um personagem e entrar em outro tão diferente?


(05:09:35) Patricia França: Ale e Mineiro, quem está comigo são os atores Bernando Servero e Gustavo Gensburguer e o Roberto Pirilo. Está indo muito bem, Graças a Deus, cumprimos temporada ano passado no Rio, no Teatro Glória e fomos a Recife e Natal. Estaremos em SP até o dia 3 de setembro, no Teatro Augusta de sexta a domingo.


(05:10:05) mariana: é verdade q vai ter um seriado com a policial diana de prova de amor?


(05:10:51) Patricia França: Juca, eu acho que não tem como comparar porque são dois veículos muito diferentes, mas é um exercício fabuloso e poder fazer as duas coisas acaba resultando num desafio que é muito rico. È um exercício muito importante, inclusive, para o ator, apesar de serem veículos muito diferentes.


(05:11:00) FÃ daRECORD: OLA PATRICIA ANTES DE MAIS SOU SEU FÃ....GOSTARIA DE SABER SE VC TEVE TREINAMENTO COM OUTROS POLICIAIS PARA VIVER A PERSONAGEM "DIANA", E COMO VCS ARTISTAS DA CASA....SE DEDICAM PARA QUE A RECORD CHEGUE AO PRIMEIRO LUGAR (VALE LEMBRAR QUE " PROVA DE AMOR" ESTEVE MUITAS VEZES NA FRENTE DA REDE GLOBO E CONSEGUIU POR MUITAS VEZES O PRIMEIRO LUGAR) ...GOSTARIA MUITO QUE VC RESPONDESE MINHA PERGUNTA....SOU DO INTERIOR DE SAMPA...LINS...E ME CHAMO MAURO! BEIJÃO!


(05:11:10) Patricia França: Mariana, esse seriado foi temporariamente adiado.


(05:11:57) Binho - Santos/SP: Boa Tarde Patrícia, sempre acompanhei seus trabalhos na telinha e gosto demais de sua interpretação, gostaria de saber porque você saiu da globo ??


(05:13:44) Patricia França: Mauro, um beijo para você também. Eu fiz algumas aulas de defesa pessoal e de manuseio de aula. Mas não foram muitas. O resultado do trabalho da Record vem de uma coletividade, de um trabalho conjunto, mesmo porque o sucesso de uma novela, depende de um todo. E a Record está investindo não só nos atores, mas também no pessoal que trabalha por tras das câmeras e nos autores também. È importante que outras emissoras tomem essa inciativa e combatam esse monopólio que gera desemprego e o que é muito bom para o público que tem outras opções.


(05:13:49) Renato: Patrícia, boa tarde! Sou Recifense e aprecio muito o seu trabalho. Olha ...sinceramente gostei muito da sua atuação em Tereza Batista quando vai fazer outro tabalho daquele tem alguma previsão?????


(05:14:38) Patricia França: Binho, na época em que eu fui convidada para fazer a novela Escrava Isaura eu estava sem contrato com a Globo e eu achei a oportunidade maravilhosa, porque a personagem era maravilhosa.


(05:14:43) Patrício: Este espetaculo vai esta em BH quando?


(05:15:27) carlos: Assisti a peça aqui em Natal e vocês estão de parabéns pela montagem, cenário e atuação de todo mundo. Você é maravilhosa no palco, espero que volte por aqui com outras peças. Sucesso


(05:15:51) Patricia França: Renato, não sei. Eu acho que a Rosa tinha um pouco de Tereza Batista, ela estava um pouco dentro daquele universo. Eu adoraria fazer uma personagem naquele cenário baiano, com sotaque nordestino. Eu adoraria e dependo de que alguem tenha alguma idéia nesse sentido.


(05:16:41) Patricia França: Patricio, infelizmente o espetáculo não tem data prevista para estrear em outras capitais, por enquanto estamos cumprindo uma temporada aqui em SP no teatro Augusta até o dia 3 de setembro.


(05:16:41) Carlobes: patricia e o seu lado cantora? vc tem algum projeto no momento?


(05:17:04) Patricia França: Carlos, sucesso para você também, obrigada e um beijão.










05:21:12) Diana: Você já imaginou fazer o remake de Gabriela?


(05:21:42) Patricia França: Dodod, não sei. rss Eu tenho contrato com a Record até 2007, até lá eu não posso voltar.


(05:22:26) Julio: Qual vai ser seu próximo trabalho na TV? E no cinema?


(05:22:45) Patricia França: Diana, já. Inclusive surgiu um comentário de que havia a intenção de fazer o remake de Gabriela, me coloquei a disposição, mas isso não depende só de mim. Adoraria fazer, acho Gabriela uma personagem incrível, uma revolucionária.


(05:23:13) julio le: Qual era a ligação que você tinha com o Quinteto Violado?


(05:23:19) Patricia França: Julio, eu não sei porque eu dependo de convites nesse caso. Mas eu espero que sejam tão bons quanto foram até hoje.


(05:23:34) carlos: Que todos possam ver como uma mulher pequena (estatura baixa) consegue transformar-se num gigante quando está no palco. Ficamos todos impressionados com sua atuação. Que São Paulo faça fila na porta do teatro. Parabens de toda cidade do sol (Natal)


(05:24:22) Patricia França: Julio, eu fiz um espetáculo com o Quinteto Violado, antes de cantar com eles eu não os conhecia pessoalmente. COmo eu tinha a intenção de cantar e sabia que eles eram pessoas muito sérias, os convidei para fazer um show comigo.


(05:24:25) Ethiene: Diga qual o segredo para manter a forma?


(05:24:51) Patricia França: Carlos, muito obrigada. Amém!


(05:30:29) carlos: Como está a Patrícia hoje??? Está com um olhar meio tristonho!!!!


(05:30:59) beto 2: voce fez muitos cursos de interpretação?


(05:32:25) Patricia França: Carlos, desculpa é que eu estou cansada. Estou tentando não parecer triste, estou muito cansada, tive um problema com a minha mala, peguei por engano a mala de uma outra pessoa, no aeroporto, e a minha ficou retida, tive que voltar para pegá-la e esperar a pessoa para devolver. E já dei uma outra entrevista para a televisão hoje. Mas estou muito feliz, de coração, de estar aqui batendo esse papo. Vou melhorar o olhar. (risos)

Fonte:tc.batepapo.uol.com.br

terça-feira, 16 de março de 2010

Festival de cinema infantil

Patricia França e Carla Camurati

Patrícia França e Amigos
















No Espaço, Patrícia França conta que não abre mão de cabelos compridos.


********************************************************
Fonte:caras.com.br

Patrícia França e Guilherme Beringer


Patrícia França na inauguração Produtora w7 Brasil



Fabiana Karla iniciou oficialmente sua mais nova empreitada, inaugurando a produtora W7 Brasil, no Rio de Janeiro, em sociedade com o marido Samuel Petrotti.

Animada, a atriz recebeu família e convidados, como Guilherme Berenguer, Pérola Faria, Tatyane Goulart, Patrícia França e Thalita Ribeiro no coquetel de inauguração do espaço.


Nota:14/10/08


Fonte:contigo.abril.com.br

Patrícia revela que já se diverte com a sua fama de "bicho do mato"



Na Ilha de CARAS, Patrícia revela que já se diverte com a sua fama de "bicho do mato". Embora se reconheça como tímida, ela conta que aprendeu que humor é fundamental.
Fonte:caras.com.br

Herança Genética de Patricia França






















A paisagem tropical realça a herança genética da atriz, que se considera a síntese da mulher brasileira devido à mistura de sangue luso, índio e negro.
Fonte:caras.com.br

Grávida, Patrícia França passeia com o marido


A gravidinha Patrícia França passeou com o marido, Wagner Pontes, em um shopping do Rio de Janeiro. A atriz, no ar em Poder Paralelo da Rede Record, espera um menino que deve se chamar Gabriel.
Nota do dia: 21/09/09
Fonte:contigo.abril.com.br

aparência frágil de Patrícia França é mesmo só aparência



Nota de 2005
A aparência frágil de Patrícia França é mesmo só aparência. Pelo menos é isso que ela pretende mostrar na próxima trama da Record. Em “Prova de amor”, escrita por Tiago Santiago, a doce atriz vai encarnar uma destemida inspetora de polícia. “Sempre quis fazer cenas de ação”, brinca a atriz, que vai interpretar Diana, uma policial ética e determinada, que vai prender bandidos e traficantes de drogas na cidade do Rio de Janeiro. Na nova trama, o autor pretende dar um tom de denúncia, ao abordar o seqüestros de crianças. “Ajudar nunca é pouco. A televisão tem responsabilidade social”, diz a atriz, esperançosa de a novela ajudar a encontrar pessoas, como aconteceu em “Explode Coração”, de Glória Perez.
“Prova de amor” é a segunda novela que Patrícia faz com Tiago – foi ele quem adaptou “A Escrava Isaura” para a Record em 2004. Naquela vez, Patrícia teve de fazer muita ponte-aérea para viver a malvada escrava branca, pois ela mora no Rio e a novela foi gravada em São Paulo. “No início foi complicado, mas a gente tem de trabalhar”, argumenta a atriz.
Como a policial Diana é cheia de disposição, Patrícia vai ter de entrar em forma para dar conta das cenas de ação. “Tenho que malhar urgentemente. Ela tem força na personalidade e no físico”, brinca. A atriz, porém, não pretende ficar “sarada”. Mas a personagem tem outras facetas. A mais dramática é que Diana é sozinha no mundo – perdeu os pais e um grande amor. E fica ainda mais sozinha por conta de ser uma policial honesta. Patrícia torce para que ela resista às pressões e não se corrompa. “Assim, ela seria como os verdadeiros heróis”. imagina.
Mas a moça talvez não resista à volta do antigo amor do passado: Daniel, interpretado por Leonardo Vieira. Eles vão se reencontrar quando ele for acusado por um crime que não cometeu. O problema é que o rapaz já é comprometido com Clarice, personagem de Lavínia Vlasak. “Ela continua apaixonada, mas colocou a profissão na frente do sentimento”, conta a atriz.
Apesar de sua nova personagem prometer ser forte, Patrícia não acredita que vá ficar rotulada como Diana. “Já me tornei uma atriz que marca pelo trabalho e não pela personagem”, afirma categórica. Essa conclusão vem da própria experiência. Patrícia estreou na tevê ao interpretar a personagem-título de “Tereza Batista”, na minissérie baseada na obra de Jorge Amado, em 1992. Depois, fez a Santinha, de “Renascer”, de 1993, papel que lhe valeu a protagonista de “Sonho Meu”, no mesmo ano. A partir daí, Patrícia buscou outros interesses e sua presença na tevê passou a ser menos constante. “Fui 'beber' um pouco no teatro”, explica.
E depois que começou, não largou mais. Tanto que, paralelamente às gravações de “Prova de Amor”, ela está em cartaz com a peça “A Beata Maria do Egito”, de Rachel de Queiroz, no Teatro Glória, no Rio. Ela interpreta a própria beata, que lidera uma rebelião de romeiros para se juntarem à revolta liderada por Padre Cícero em Juazeiro do Norte. Presa, a beata se vê envolvida com o tenente na cidade para conseguir sua liberdade. Patrícia diz ver semelhança na personagem com a personagem histórica Joana D'Arc. “A beata é uma mulher rica na fé e nos ideais”, explica para compreender a obstinação da mulher que enfrenta toda a elite da cidade.

Fonte: www.tvpress.com.br/inside.htm

Patrícia França esbanja simpatia com os paparazzi no Rio


A atriz Patrícia França foi clicada na tarde desta sexta-feira, 26, enquanto passeava com uma amiga no Shopping Fashion Mall, em São Conrado, Zona Sul do Rio. Após conferir as vitrines das lojas, a atriz fez uma pausa para um lanche e, enquanto tomava um suco na praça de alimentação, ao perceber que era flagrada pelo paparazzo, esbanjou simpatia dando um largo sorriso.
Fonte:tecontei.com.br

sexta-feira, 5 de março de 2010

Patrícia França fala sobre a sua carreira na televisão


Patrícia França é uma atriz de sorte. Estreou na tevê, em 1992, emprestando seu natural sotaque nordestino, a vasta cabeleira ondulada e a pele morena a Teresa Batista, na minissérie homônima, adaptada da obra de Jorge Amado. Em um meio em que atores são facilmente classificados para papéis de um mesmo tipo, escapou disso. No ano seguinte, já era a mocinha moderna de Sonho meu. Depois fez papeis sensuais, vilãs, como a Rosa de A escrava Isaura, e mulheres duronas, caso da policial Diana de Prova de amor. Atualmente, ela tem se permitido mostrar sua fragilidade. Não só na tela, como na vida. Grávida de três meses, a atriz apresenta uma postura mais terna ao analisar as atitudes da Nina de Poder paralelo, uma relações públicas envolvida com um rapaz muito mais novo, Pedro (Guilherme Boury). Provavelmente, a personagem mais doce de toda sua carreira. De tanto viver papéis fortes, Patrícia confessa que precisava evitar interpretar mulheres tão duronas para vasculhar um pouco a fragilidade camuflada em 17 anos na tevê.

Como tem sido a experiência de mudar de perfil?
A Nina tem me dado a sensação de tirar folga, de me permitir fazer esse tipo mais frágil. É engraçado, porque é contrastante. Por ela contracenar com um garoto, eu deveria estar fazendo uma mulher mais altiva, forte, e está sendo o contrário. Acho sempre bom esse caminho contraditório, pouco óbvio. Às vezes, o (diretor) Ignácio Coqueiro me cobra uma voz mais grave, mais forte, mas estou confortável nessa forma doce.

Quando soube que Poder paralelo era uma novela sobre a máfia, não deu vontade de fazer uma personagem de ação?
Muita (risos). Adorava fazer uma policial em Prova de amor. Sabe que já desconfiei que no passado a Nina era da máfia? Acho que essa história do ex-marido dela tem a ver com isso também. Questiono se ela já teve, de fato, um pé na bandidagem. Enfraqueceria o romance com o Pedro, mas seria muito rico para mim.

Que referências usou para compor a personagem?
Uma foi o filme Verão de 42, de Robert Mulligan. Assistimos por indicação do Ignácio (Coqueiro). A relação dos protagonistas, com grande diferença de idade, é de amor verdadeiro, parecida com a da Nina e do Pedro. Mas, na novela, a sintonia dos dois é maior, existe a mesma entrega, mas a Nina tem muitos problemas. Ela é muito só, conflituosa, tem um passado pesado.

Várias cenas da novela foram cortadas. Como reagiu a essas intervenções?
Sofri porque gravei uma cena que contava, de fato, a história dos dois, era importante demais. Foi quando o Pedro perdeu a virgindade com a Nina. Essa cena foi vetada. Não só o sexo em si, que pode até ficar subentendido, mas o próprio texto foi modificado. Senti um baque como todos os outros atores devem ter sentido. Foi frustrante, mas é um processo.

Por que nunca fez comédia na tevê?
Nunca fiz, mas me identifico e adoraria fazer. Preciso elaborar um projeto de comédia. Descobri que sou engraçada fazendo a Rosa. Quando você descobre que pode rir de si mesma e quando não leva mais a vida tão a sério, é sinal de maturidade. Demorou para eu aprender isso.

Fonte:correiobraziliense.com

Reencontro de Nina e Pedro..Emocionante